Archive | July, 2009

Ska Cubano

18 Jul

Ska Cubano

Formado na (!) Ingleterra por um (!!) ex-banqueiro, o Ska Cubano é a melhor coisa que surgiu no ska inglês desde o movimento two-tone. Grande parte do sucesso dessa big band (formada em sua maioria por cubanos radicados na Inglaterra) está na mistura do ska jamaicano com mambo e outros ritmos latinos, com a salsa e a cumbia.

Ska Cubano – Big Bamboo @ Koko 2008 (London)


Olha só quem filmou esse vídeo! O símio-raposa Bruno Natal!

!Ay Caramba!, de 2005, botou o Ska Cubano no circuito dos festivais europeus de verão. Fato que se repete a cada ano. Veja só o mypace d0s caras e comprove. E de lá que a Cheetah tirou as pepitas abaixo.

Ska Cubano – Oye Compay Juan

Ska Cubano – Soy Campesino

Já que a Cheetah falou no Bruno, leia o que ele escreveu na época do show.

“Cuba e Jamaica, ambas mundialmente conhecidas por sua música, são tão próximas fisicamente, que é até estranho que seus caminhos sonoros não tenham se cruzado muitas vezes.

O auto-explicativo Ska Cubano é uma dessas misturas. O contra-baixo acústico, os timbales da percussão e as letras em espanhol são mescladas a batida sincopada do ska como se nunca tivesse sido diferente.

Em disco a mistura soa mais tradicional e respeitosa, talvez a timbragem cubana com mais destaque do que a estrutura jamaicana. No show, é o contrário, uma pulação alucinada.”

La Manita de Fauna Remixes

17 Jul

fauna
Nossos hermanos do ZZK acabam de nos presentar com mais regallo. Depois do disco triplo de mashups do Villa Diamante, 10 remixes feitos para o Fauna gerados através de um concurso foram colocados pra jogo no site do coletivo.

Baixe aqui.

01- Fauna – Gauchito Gil (Black Mandingo Bass Mix)
02 – Fauna – El Zombie (DisqueDJ Remix)
03 – Fauna – Las Mil Caras (Un Mono Azul Remix)
04 – Fauna – (Adrian Giordano Remix)
05 – Fauna – Llega Fauna (Zurita bmore Skank mix)
06 – Fauna – Las Mil Caras (Lagartijeando remix)
07 – Fauna – El 04 (Brujjas Remix)
08 – Fauna – Las Mil Caras (Searchl1te rmx)
09 – Fauna – El 04 (Senorina Remix)
10 – Fauna – Las Mil Caras (Roche Remix)

Ponto para o Un Mono Azul, que se por um lado não descaracterizou tanto a Las Mil Caras original (a melhor música do Fauna), por outro injetou um clima místico-tropical absurdamente profundo e chapante. Un Mono Azul tem contribuido para o Cooliado, blog que a Cheetah mencionou ontem. Sigam os argentinos!

Rapidinhas #4

16 Jul

–Bomba Stereo – Fuego–

Primeiro single do novo disco do Bomba Stereo, com clipe filmado em Barranquilla, Colômbia. Hino na Cheetah.

–Buraka Som Sistema – Blood Diamond Mixtape–

blooddiamond
3000 downloads em 24 horas: essa Blood Diamond vale ouro (hehe)!

Baixe a sua aqui.

Tracklist:

01. Diamonds are Forever Intro
02. Dj Znobia feat Jaime Foxx- Africa
03. Buraka SOm Sistema – Kalemba (wegue wegue) Afrikan Boy remix
04. Os Lambas – Sapo (BSS Edit)
05. Radioclit vs Guns’n’roses – Sweet Secousse of Mine (Bss edit)
06. The Kiss – Black Diamond
07. Tunes for Baby That Won’t Drive You Crazy – Black Diamond
08. Buraka Som Sistema – IC19 (Toy Selecta remix)
09. Buraka Som Sistema – Aqui Para Voces (FAVELA FUNK SAMBA edit)
10. Buraka Som Sistema – Wawaba (James Braun Copyflex remix)
11. Lykke Li – Dance Dance Dance (BSS Remix)
12. Dirty Tricks – Black Diamond
13. Rusko vs Puto Prata – Let’s Go (BSS Edit)
14. Buraka Som Sistema – R.I.A.D.
15. J-WOW feat Aloe Blacc – Off with ya head
16. Buraka Som Sistema – Gang Bang feat Blaya
17. David Zé – O Guerrilheiro
18. Johnny Clarke – Come Back To Me
19. Buraka Som Sistema – Sound of Kuduro (D1 remix)
20. Zomby feat Pongolove – Kuduro Rumours (BSS Edit)
21. Rusko – Cockney Thug (BSS Remix)
22. Paul Simon – Diamonds on the soles of her shoes

–Omega Y su Mambo Violento – Tu no ta pa mi–

Omega é o grande expoente do novo merengue dominicano, chamado de merengue de la calle. A última FADER fez um perfil com o cara, assinado pelo mestre Jace Clayton, o Dj Rupture.

–Sinik ft. Cheb Bilal & Big Ali – Bienvenue chez les bylkas–

Ah… Uma salva de palmas para o hip-hop argelino

–Alta Joya – El Ghetto Tropical Mixtape–

alta joya
Muy buena esta mixtape postada por nuestra hermanita Alta Joya, la patroa del increible Cooliado, uno de los mejores sitios de musica latina y global guettotech abajo del Equador!

1. MeNeo – Margarita
2. Major Lazer – Hold the line ( Alta Joya Remix )
3. Villa Diamante – Arcade vs Spankrock
4. Fauna – Las mil caras ( Un Mono Azul Remix )
5. Horace Andy – Watch Dem ( Sonido del Principe Remix )
6. Alta Joya – Perfect Cumbia ( D.A.R. vs Princess Superstar Mash Up )
7. Uproot Andy Vs. Ol Dirty Bastard – Brooklyn Cumbia
8. Dama do Bling – Hep Hep ( Nasty Girl )
9. Ying Yang Twins ft Pitbull – Shake
10. Alta Joya – Analogik vs Bangers and Cash
11. Douster – Ladinian ( Ruff Mix )
12. Busta Rhymes – Touch it ( Kid Fresh Remix )
13. Daniel Haaksman – Pobum Coco
14. Pitbull – Hotel Room ( ArmoKidd Bmore Remix )
15. LMFAO ft. Lil Jon – Shots

Dancing Cheetah & Calypso!

14 Jul

EXTRA: dia 21 de agosto tem aparição especial da macaca na Fundição! É a Dancing Cheetah colocando todo mundo pra dançar antes e depois do show do CALYPSO!!! Vamos fazer um set especial tropicaliente! E enquanto agosto não vem, nos vemos hoje na casa da matriz! Cheetah!!!

Djavú

12 Jul

A Cheetah adora novidades. E foi fazer sua pesquisa de campo na Feira de São Cristóvão, que aliás é um programa imperdível. Sábado a noite a bombação lá é inigualável, destaque para os tecladistas forrozeiros. Chegando lá, a macaca se deparou com a banda DJavú e Dj Juninho Portugal, novidade de Salvador que foi prontamente adquirida.

Sua estréia na pista, terça passada, foi bombástica. “Me libera” é hit instantâneo.
Djavú – Me libera

Dancing Cheetah 14/07 – Da Lua + La Rica

12 Jul
CHEETAH-2
Terça-feira, dia 14 de julho, tem mais uma Dancing Cheetah na Casa da Matriz!
Na pista 1, João Brasil recebe Marcelinho da Lua como convidado. Da Lua apavorou na temporada que a macaca fez no 69. E dessa vez não vai ser diferente. Espere muitos grooves latinos e mixagens impecáveis.
Na pista 2, Pedro Seiler e Chico Dub recebem os Djs Icarodátilus e André Amaral, do La Rica.
2manydjs la rica
Icarodátilus & André Amaral vem se revezando nas carrapetas há tempos, desde os primórdios das ocupações do La Rica, Sistema de Som Ambulante. A partir do ano passado começaram a produzir o programa BumpBeat na Rádio Gruta, onde apresentam uma seleção inusitada com o som que costumam tocar nas pistas da cidade. Para a Cheetah, prepararam um set back2back nervoso repleto de kuduro, kuwaito e unclassics nacionais.

Você escuta os novos em sets do Icarodátilus aqui e do André aqui. Já o programa BumpBeat você confere toda quarta de 17h às 19h na Radio Gruta.

Fabiano Moreira, presidente do fã clube da macaca e um de nossos maiores incentivadores, tem feito uma bela cobertura das ocupações e sets do La Rica no Agemda. Foi de lá que a Cheetah roubou a entrevista abaixo – feita pelo Millos Kaiser.

ENTREVISTA AGEMDA
MILLOS– Quando onde e por que o La Rica começou? ÍCARO– Quando o peruano Sergio Verastegui veio com uma proposta de fazer uma festa, que também fosse uma marca, vazia em si e que pudéssemos fazer qualquer coisa sob este selo. Isso foi lá por 2005. Tínhamos nossas companheiras Thaís e Maiza e o parceiro Gustavo Guimarães, que aceitaram a empreitada. Como todos estamos no meio das artes plásticas, como artistas ou pesquisadores, este projeto acabou ganhando a forma de uma performance/instalação, na qual criamos um ambiente social autônomo que une as pessoas pela música e pela comida.

M– Já tiveram algum problema com polícia ou com a prefeitura por causa das ocupações?

I– Problema, problema, não. Aliás, foram uma solução. Quando fizemos a última na feira da glória, no 7 de setembro, tivemos uma participação bombástica do Solange tô aberta, uma dupla drag-funk-punk. A polícia veio pedindo que parássemos. Pedimos mais 15 minutos e colocamos os punk funks pra cantar.  Depois da singela canção Vou tomar no cu do Freud, a polícia veio apreender os Cds de funk pirata, mas não tinha nada. Nós paramos, mas já era quase fim de tarde, hora de acabar mesmo. Foi bom porque fechamos no auge, antes da curva da decadência, e foi uma história ótima. A polícia ajuda no nosso marketing.

M– Larica todo mundo sabe o que é. Mas e La Rica? Tem algum outro significado mais poético, tipo fome de tudo: música, arte, comida… é por aí?

I
– Olha, tem essa conotação tabém, mas é um puco mais simples do que você imagina. Eu sou brasileiro, e aqui você sabe bem o significado do termo, já o Sérgio é peruano e, lá, esse termo quer dizer algo como gostosona. Achamos divertido usar esse termo multilíngue. Simples assim.

M– Quando e onde será a próxima ocupação?

I
– Olha estamos estudando ainda. Talvez como um flash, façamos algo na virada cultural nesse finde, mas estamos esperando uma resposta. Certo mesmo é que a próxima será na zona sul.

M– alguma história engraçada/inusitada ocorrida em alguma delas?

I– Tem uma divertida. Uma vez, quando fizemos o defumador na feira da Glória, estava uma calor da porra. Era dezembro. Então uma amiga nossa, a Kananda do Favela Hype, perguntou se não poderia trazer uma piscina. Eu respondi que sim, afinal a rua é de todo mundo. Tentamos abrir uns hidrantes mas estavam todos secos, então esperamos a Comlurb passar pra fazer a limpeza e, em troca de duas cervejas, conseguimos a água do carro pipa. Foi sucesso total. Chegou a dar overbooking na piscina.

M– Existe uma vontade de passar uma espécie de “educação musical” (bastante aspas nisso) com as ocupações, tocando, por exemplo, Fela Kuti no Campo de Santana? Ou é apenas o que vocês gostam e por isso tocam? O povo reage bem?

I– Olha não é uma educação musica, mas um respeito com o público. Tentamos adequar o som ao lugar. Então na feira pela manhã colocamos dubs, reggae e sambalanço. Fica todo mundo feliz. No São Jorge, colocamos afrobeat, afinal, ali é som de terreiro, se bem que, no último, o público estava tão animado que acabamos colocando um som mais pesado. No MAM, começamos com uma seleção de clássicos da eletrônica (Pierre Henry, Stockhausen…). Então a idéia é essa, não agredir e mostrar o que a gente gosta.

Tem mais coisa sobre o La Rica no Agemda. Confira aqui.

Tecnobrega

12 Jul

Picture 1
Os pesquisadores Ronaldo Lemos e Oona Castro falam sobre o tecnobrega para o programa Radiola da TV Cultura. Lemos e Castro são autores do obrigatório Tecnobrega: o Pará reiventando o negócio da música. Livro que você faz o download aqui.

E como o assunto é tecnobrega, a Cheetah põe pra jogo um dos mais absurdos e ao mesmo tempo fantásticos bregas da história.

DJ Waldo Squach – Meninos do pop


%d bloggers like this: