Archive | October, 2009

Fela Kuti – Music is a weapon

22 Oct

fela

Por razões óbvias, a Cheetah não pode comemorar o Fela Day ao som de afrobeat. Mas pode comemorar, hehe, ao som do global guettotech! Comemorado em 7 estados brasileiros (muito emocionante saber disso), o aniversário dos 71 anos de nascimento do ídolo supremo, ainda que bem atrasado, não poderia passar em branco no blog.

Viva Fela. Viva o You Tube.

Com vocês, Music is a weapon, documentário de Stéphane Tchal-Gadgieff e Jean Jacques Flori.

Soundamerica vol.6

21 Oct

soundamerica 6

E já está na rede o sexto capítulo da saga dos novos sons latino-americanos. Mais um oferecimento do supa Genaration Bass e do Hipi Duki. Pachamama siglo XXI.

Hipi Duki – Soundamerica vol.6

1.Malpalpitando – SYSTEMA SOLAR
2.El porro mangangueleño – DJ NEGRO
3.Samber(Sambador) – NATEMA
4.Pura sangre – PURA
5.Cabocla – N`’SISTA
6.Mama loves Nortec(pinche disco rmx) – TIJUANA SOUND MACHINE
7.Choquechinchay El Jaguar – PURDY ROCKS
8.Ritmo kebrao – MATERIA PRIMA
9.Querer libera – EMISOR

BLK JKS

21 Oct

SC197lpjacket

O BLK JKS (Black Jacks) é de Joanesburgo, África do Sul. Mas bem que poderia ser do Brooklyn, EUA. Exemplo primoroso da misturada geral que tá rolando entre tudo e entre todos, o BLK JKS é rock, post-rock, afro beat, dub, prog, ambient, jazz. Muitos devem dizer: nem parece africano. Mas ora bolas. Porque o BLK JKS precisa soar, sei lá, como Fela Kuti? Porque o BLK JKS não pode parecer com o TV on the Radio? E porque o Fool’s Gold, americano, não pode ter aquela guitarrinha congolesa?

blkjks

O lance é o seguinte. After Robots, primeiro disco cheio do BLK JKS, banda formada em 2000, é uma das melhores coisas lançadas esse ano. Denso, pesado, viajante, climático, épico e mais um montão de adjetivos.

BLK JKS – Summertime (essa é do EP Mysteries)

BLK JKS – Molalatladi (bitrate vagaba)

BLK JKS – Banna Ba Modimo (bitrate vagaba)

Gazelle

20 Oct

gazelle
Gazelle – She did me

Gazelle – Die Verloren seun

africa-loves-youGazelle é uma dupla sul-africana formada por Xander Ferreira e Nicky Matthews que faz uma espécie de afro-kitsch-electro-pop que vai muito bem em qualquer festinha hype que se preze. Não é muito o tipo de som que vocês costumam ver aqui na Cheetah, mas é importante mostrar que a África não é só percussão e tribalismo. Longe disso; existe toda uma cena contemporânea fortíssima e que nos é totalmente desconhecida. Ano que vem tem Copa do Mundo na África do Sul, a primeira copa realizada no continente, e esperamos que, além do futebol, se fale um pouco sobre a cultura africana.

Just-Now

O primeiro disco do Gazele, Chic Afrique, foi lançado esse ano e é muito bom. De acordo com o release, o objetivo do trabalho é mostrar um lado urbano e atual da África ainda desconhecido. Melodias de synth e programações podem muito bem coexistir com toques de disco funk nigeriano e o som rural de Limpopo, província da África do Sul, e local de nascimento de Xander.

Gazelle – Chic Afrique

Daniel Haaksman

19 Oct

gostoso
Daniel Haaksman feat. MC Miltinho – Copacabana

Daniel Haaksman feat. MC Miltinho – Kid Conga

gostoso ep

O trabalho do alemão Daniel Haaksman na divulgação do baile funk no exterior já não é mais surpesa pra ninguém. Ao contrário do que dizem por aí, ele é o legítimo embaixador do funk carioca na gringa. O que talvez surpreenda alguns é que ele é um produtor de mão cheia. Sem exageros, ninguém no mundo tem feito tracks com a pegada do baile tão inspiradas e originais como o cara. Corre atrás do Gostoso EP, lançado há alguns meses e diz se a Cheetah tá errada.

Daniel Haaksman – Pobum Coco

Daniel Haaksman feat. MC Miltinho – Kid Conga (João Brasil Tecnobrega Remix)

OBS: o remix do nosso símio JB garimpou presença no Gostoso Remix EP!

Douster

18 Oct

douster

Douster – Triassic Teaser Video

Hoje é dia de Sunday Trax, mas como nada nesse mundo poderia acompanhar a beleza do vídeo acima, o domingo é todo do francês radicado em Buenos Aires e integrante do ZZK, Douster.

Daqui a dois dias, Triassic, novo EP do Douster, estará disponível para download nos melhores sites da web. Enquanto isso, fique com o video teaser postado acima, um edit das 4 faixas do EP. E se quiser, baixe o áudio aqui. Ou então ouça as 4 faixas na íntrega no Juno.

Pra fechar, fique com a mixtape que o maluco fez pra XLR8R algumas semanas atrás. Deep.

Douster – XLR8R Mix

01 Zonora Point “Apuesta Alto (Douster remix)” (Unreleased)
02 Busy Signal “Cool Baby (Poirier remix)” (Unreleased)
03 Tifa “Tick It Like a Clock” (Bigship)
04 Sonidero Cordobestia “La Subienda” (Unreleased)
05 Million Stylez “Miss Fatty (Douster Bubblin Edit)” (Unreleased)
06 Junior Jack “Quer Sambar (Blood Shake Tropical Remix)” (Unreleased)
07 Douster feat. Spoek Mathambo “Punani” (Unreleased)
08 Malente & Dex feat. New Kids “Lions (Douster remix)” (Exploited)
09 Isa GT “Funketa (Douster Recabeza Remix)” (Unreleased)
10 Udachi & Jubilee “Paypur (Grahmzilla x Nick Catchdubs Remix Edit)” (Unreleased)
11 Rustie “Tempered” (Kapsize)
12 Mark Pritchard & Ommas Keith “Wind It Up” (Hyperdub)
13 David Guetta feat. Akon “Sexy Bitch (Afrojack Remix)” (Fuck Me I’m Famous)
14 N.B Funky “Nutz” (It’s Funky)
15 Justin Martin & Claude VonStroke “Beat That Bird” (Dirtybird)
16 Arcade “Jugo Carioca y Diario Popular (Douster Dumb Remix)” (Bebup)
17 Sunnery James & Ryan Marciano “Pondo (Chuckie & Silvio Ecomo Mix)” (Dirty Dutch)
18 Spencer & Hill “Cool (Afrojack Remix)” (Sneakerz Musik)
19 Benga & Coki “Night (Geeneus Remix)” (Tempa)
20 Lady Chann & Sticky “Sticky situation” (Unreleased)
21 Timberlee “Bubble Like Soup (Soca Remix)” (Unreleased)
22 Douster “Triassic Genesis” (ZZK)
23 Gucci Vump “Sha! Shtil! (L-Vis 1990 Remix)” (Sound Pellegrino)
24 Douster “Journey to Tethys Sea” (ZZK)
25 The Very Best “Yalira (Douster remix)” (Unreleased)

Brega S/A

16 Oct

Gravado entre os anos de 2006 e 2009, o documentário Brega S/A fala sobre a cena tecnobrega de Belém do Pará. Feito por artistas pobres, gravado em estúdios de fundo de quintal e com relações profundas com a pirataria e a informalidade, o tecnobrega é a trilha sonora da periferia da cidade, uma espécie de adaptação digital da música romântica dos anos 70 e 80.

No filme, vemos qual a relação entre o tecnobrega e a popularização da tecnologia a partir do final da década de 90, bem como a maneira como esse estilo musical se associou à pirataria para criar uma rede de distribuição alternativa ao modelo proposto pelas grandes gravadoras.

Entre os principais personagens estão o MC de tecnobrega Marcos Maderito, o “Garoto Alucinado”; DJ Maluquinho, uma espécie de Iggy Pop brega da periferia de Belém; e os DJs Dinho, Ellysson e Juninho, ídolos das aparelhagens, enormes sistemas de som que realizam festas itinerantes pelos bairros mais pobres da cidade.

Brega S/A está disponível inteirinho para download no site da produtora do doc., a Greenvision.

Via URBe

%d bloggers like this: