Lucas Santtana & Dancing Cheetah

26 May

Sábado tem show do Lucas Santtana no Rio com discotecagem da Cheetah (antes e depois).  Confira todas as coordenadas no flyer acima e mande o seu nome para a lista amiga: dancingcheetah09@gmail.com

3 perguntas para Lucas Santtana

DC: Você disse em entrevistas passadas que é bastante influenciado pelas festas que freqüenta. E que isso acaba repercutindo na sonoridade dos seus discos. Se a lógica é essa, será que vamos ouvir alguma coisa de global guettotech no seu próximo disco?

LS: Hahahahaha, rapaz, é bem provável, mas nunca se sabe né? Eu discoteco esse tipo de som também, então de alguma forma já coloco isso pra fora. Mas meus discos sempre tem beats de origem negra e graves poderosos, então, se pensarmos assim, com certeza terá.

DC: Essa coisa do global ficou tão forte que vc tá com um projeto de festa em SP, né? Explica como é a Boom Boom.

LS: A BOOM BOOM nasceu de um desejo antigo meu e do El Roquer (Confronto Sound System – Bsb) de fazer uma festa de global guettotech em São Paulo. Daí, El Roquer chamou o Nego Moçambique e o Barata (Criolina) para fazer com a gente. Depois pensamos em fazer uma edição da festa no Rio e em Brasília também. Assim ficaria uma festa interrestadual. Para a festa no Rio pensamos nos embaixadores do global guettotech aí. Uns caras da Dancing Cheetah, conhece? E em Brasília, a galera do Confronto mesmo.
Sábado passado rolou a primeira edição aqui em São Paulo, casa cheia e saldo mais do que positivo, principalmente porque muitos que foram não conheciam o som, mas se divertiram mesmo sem conhecer.E festa é meio que isso né? Ninguém precisa ir lá e saber qual é a música, de quem é, etc. Quando rola essa indentificação é o céu, mas não é requisito para uma festa acontecer.

DC: Quando o povo aqui do Rio se refere a vc falamos sempre no bahiano-carioca Lucas Santtana. O quanto disso é verdade. Ou o que vc tem de bahiano e o que vc tem de carioca?

LS: Nasci e fui criado em Salvador. Moro no Rio há 16 anos, e há 1 ano venho “morando” na ponte rio- são paulo. Adoro São Paulo. Me sinto bem aqui, por mais estranho que isso pareça.hahahahaha. Sei que é clichê falar isso, mas desde adolescente na Bahia sempre tive um sentimento forte dentro de mim de que eu era e estava para o mundo. Vai ver é por isso que eu gosto tanto de global guettotech, haushaushaushaus!

O que o Lucas gosta de ouvir (e tocar)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: