Archive | tropical RSS feed for this section

El Timbe e o moombahton

28 Jun

Ricardo Muñoz, o El Timbe, é um catalão gente fina que me foi apresentado peloMaga Bo. A meu pedido, Timbe, um dos destaques do 3º dia do Sónar, escreveu para este blog um texto que passeia pelo festival de Barcelona, pelo estado atual da nova música latino-tropical e pelo moombahton.

Antes do texto, um pequeno parêntese. Moombahton é uma mistura de house, reggaeton e cumbia que nasceu quando um Dj americano chamado Dave Nada, para agradar ao público latino de uma de suas festas, reduziu drasticamente o pitch de seus discos de house. O resultado fez com as músicas soassem como reggaeton!

“Na edição deste ano do festival de música avançada Sónar (Barcelona), muita gente teve a oportunidade de ouvir, possivelmente pela primeira vez, a nova onda de ritmos tropicais que invade diariamente a nossa galáxia. O fato de terem sido escalados para um festival de novas tendências – porém extremamente diversificado -, é prova total do poder que esses ritmos tropicais possuem. Há 8 anos atrás, no mesmo Sónar, graças ao seu precursor na Espanha, o Carlos Casaseu tive meu primeiro contato com essa pegada, no caso, o gênero mais selvagem do Brasil, o baile funk.  Mas este ano, o pessoal do Sónar se atreveu a ir ainda mais longe. Moombahton é um dos gêneros que deve começar a estabelecer-se mais firmemente no underground da nova música tropical. Ainda é preciso ver se o estilo, liderado pelo holandês Munchi, será um fogo de palha (como muitos outros), ou se irá funcionar como um marco para esta geração. Na minha opinião, quero que o moombahton esteja conosco por um longo tempo, se transformando em mil e uma mutações, assim como aconteceu com vários outros estilos de música eletrônica. O fato de que realmente não existe uma cena de moombahton em algum lugar específico no mundo, mas sim em diversos lugares que aparentemente não tem ligação cultural alguma, significa que este estilo tem reais conotações globais. E isso é interessantíssimo! Viva!”

Ouça a última mix do El Timbe, toda ela dedicada ao moombahton.

João Brasil apresenta DJ Waldo Squash

16 May

Nosso João Brasil tem deixado a gringalhada louca com os tecnobregas que tem tocado. Por conta disso, o pessoal do blog Guetto Bassquake e da festa Secousse, encomendou a ele uma mixtape com o que o gênero tem de melhor. Em resposta, João resolveu juntar apenas músicas do Waldo Squash, produtor da Gang do Eletro e dono dos bregas mais inovadores de Belém do Pará.

João Brasil apresenta DJ Waldo Squash

1 – Vou passar o sal (Melô do ipitipiti) (w/ Gang do Eletro)
2 – Eletromelody Abracadabra
3 – Pitch Bull (w/ Gang do Eletro)
4 – Eletromelody da Francesinha
5 – Ai ai ai do príncipe
6 – Tecno-Cumbia Colombiana
7 – Capetinha da night (w/ Banda Eletro Hits)
8 – Mastigando Humanos (w/ Daniel Peixoto)
9 – Tecno-Cumbia do Moraes
10 – Eletro Meninos do Pop

Sabor Sonidero

14 May


Dono do Soundgoods, o alemão Wolfram Lange, o Wolf, é responsável por algumas das mixtapes mais legais de sons periféricos. Sua grande diferença em relação aos outros é a originalidade de sua pesquisa. Explico. Wolf viaja bastante pelo globo. E por conta disso, consegue encontrar “músicas virgens” na blogosfera, verdadeiros petardos garimpados in loco nos camelôs e feiras mais quentes da Argentina, Angola e México.

Sabor Sonidero disseca a cumbia mexicana (ou sonidera). É como se fosse a cumbia villera (Argentina), mas com beats ainda mais lentos, longas partes instrumentais e vozes e vinhetas cheias de efeitos.

Sabroso!

http://official.fm/tracks/250083

Soundgoods – Sabor Sonidero Mixtape

01. Grupo Maravilla De Robin Revilla – Viva Mexico
02. Grupo La Cumbia – Yambao
03. Robotica
04. Estrellas De La Kumbia – Cumbia Aventura
05. La Cumbia Dance – Real Cumbia Dance
06. La Cumbia Torera
07. Grupo Majezza – La Cumbia De Los Puchikas
08. Princesa Talibana
09. Sonido Santana – Cumbia De Los Efectos Especiales
10. Lo Que Traje De Colombia
11. Los Cholos Tambien Lloran

Lambada 2011

14 May


Talvez não no Brasil (já rolou), mas internacionalmente, 2011 tem sido um ano de resgate a lambada. Ou pelo menos à música Chorando se Foi. É que na gringa, a música em questão, eternizada pelo Kaoma, acaba se confundindo com o gênero em si.

Inpirado (ou não) na pavorosa versão da Jennifer Lopez (On the floor), o dj globalista e etnomusicólogo norte-americano Wayne&Wax lançou recentemente uma mixtape chamada “Moments in Lambada” que envereda por inúmeras versões da música, desde a original passando por UK funky, dancehall, reggaeton, entre outros

Wayne&Wax – Moments in Lambada

Los Kjarkas, “Llorando Se Fue”
Inca Son, “Llorando Se Fue”
Jorge Rico, “Llorando Se Fue”
Grupo Chiripa, “Llorando Se Fue”
Red Foxx and Screechy Dan, “Pose Off”
Wisin y Yandel, “Pam Pam”
Kaoma, “Lambada (Dub Mix)”
Max le Daron, “Lambahton Remix”
Kaoma, “Lambada (Extended Mix)”
Kaoma, “Lambada (Llorando Se Fue?) (Dub)”
Kaoma, “Lambada (Club Mix)”
Metal de Durango, “Llorando Se Fue”
Elephant Man, “Hate Mi”
Vakero, “La La La (Lambow)”
Kiko e As Jambetes, “Chorando Se Foi”
Terror Tone, “Kaoma – Lambada (Terror Tone Remix)”
Jennifer Lopez (ft. Pitbull), “On the Floor”

Não podemos esquecer que nosso João Brasil, com EP lançado pela alemã Man Recordings e tudo, também se aventurou recentemente pela melodia andina.

Quem tiver curiosidade de saber mais sobre essa música original boliviana re-arranjada em Paris e vendida como música brasileira, deve dar uma olhada no documentário francês Les Dessous De La Lambada. Simplesmente o maior plágio musical da história!

Pitch Perfect: todos os continentes

12 Jun

Como prometido, seguem os outros capítulos do projeto Pitch Perfect, uma empreitada da Nike com a revista Fader. É com extremo orgulho que publicamos essa série de mixes no blog. Sinal de que o global guettotech vai muito bem, obrigado. Tudo junto, misturado e pós-moderno. E aí, qual a sua mixtape preferida?

Nike Sportswear x The FADER’s Pitch Perfect Mixtape #6: Africa by Spoek Mathambo

Tim Turbo f. Spoek Mathambo and Gnucci Banana, “Linyora” (SA)
DJ CNDO, “Terminator” (SA)
DJ Mujava f. DJ Menace, “Tshwara” (SA)
BB Ramazani, “Fouka Fouka” (Cote D’ivoire)
Dirty Paraffin, “Aha” (SA)
Pastor Mbhobho, “Ayobaness” (SA)
Shanaka, “2010 Fooball” (Cote D’ivoire)
Spoek Mathambo, “Mshini Wam” (South Africa)

Nike Sportswear x The FADER’s Pitch Perfect Mixtape #5: North America by Chief Boima

Los Rakas, “Abrazame (Uproot Andy Remix)” (United States/Panama/Canada)
Mr. OK, “Poto Mitan” (Canada/Haiti)
M.anifest, “Swing Low” (United States/Ghana)
Tabi Bonney, “Tick… Tick” (United States/Togo)
Toy Selectah, “Half Colombian-Half Mexican Bandit” (Mexico)
Dubbel Dutch, “Throwback” (United States)
Kush Arora, “Humidifier Jammer Club Edit” (United States)
Rita Indiana, “Poderes” (United States/Dominican Republic)
Theophilus London, “Don’t Be Afraid” (United States/Trinidad and Tobago)

Nike Sportswear x The FADER’s Pitch Perfect Mixtape #4: Asia by DexPistols

Gaines & Mr.Q, “Fly High (M.S.K. Remix)” (Japan)
Clash the Disko Kids, “Aneurysm (Nando Remix)” (Singapore)
iLoop, “Day” (China)
Tigerstyle f. Vybz Kartel, Mangi Mahal & Nikitta, “Balle! Shava! (Sinden Remix)” (India)
DexPistols, “Bird of Paradise (Lapsap & Goldfish Remix)” (Japan)
Balkan Beat Box, “Balkumbia (Sub Swara Remix)” (Israel)

Avalanches, “Summer Crane”
POND, “Mussels Tonight?”
Bell Towers, “Scavengers”
Tame Impala, “The Bold Arrow of Time”
Canyons, “Blue Snakes”
Tortoiseshell, “This Girl”
Nike Sportswear x The FADER’s Pitch Perfect Mixtape #2: Europe by Sinden

Sinden & WAFA, “Afrodizzier” (United Kingdom)
Gregor Salto & Mokoomba, “Messe Messe (Afro Dub)” (Netherlands)
Bok Bok, “Dance Report” (United Kingdom)
Canblaster, “No 23″ (France)
Bambounou, “Nappyhead” (France)
Jamtech Foundation, “Too Fast (Zombie Disco Squad Remix)” (Sweden)
El Hijo de la Cumbia, “Soy El Control” (Argentina)
Petrona Martinez, “Un Nino que Llora en los Montes de Maria (King
Coya & Axel K Remix)” (Colombia/Argentina)
Choc Quib Town, “Somos Pacifico” (Colombia)
Fauna, “El Gauchito Gil” (Argentina)
Princesa, “Aqui Ilego Princesa (Frikstailers Remix)” (Argentina)
Samba de Coco Raízes de Arcoverde, “Ê Boi (Maga Bo Remix)” (Brazil)
Lucas Santtana, “M’Bala” (Brazil)
Digitaldubs Sound System, “O Arrego feat. Biguli” (Brazil)
Systema Solar, “Bienvenidos” (Colombia)
King Elio Boom, “El Fulo” (Colombia)
Jahdan Blakkamoore, “Earthshaking” (Guyana)

Sudamérica bombando!

4 Jun

Segue mais um capítulo sobre a valorização da nova música sul americana.  Enquanto seu novo disco, Pop negro,  não fica pronto, o fodão espanhol El Guincho acaba de lançar um EP com pérolas do canceoneiro da América do Sul, o Piratas de Sudamérica. Bem bacana a iniciativa, e parece que depois virão mais EPs do El Guincho nessa onda.

1. “Hindou” (original de Orefiche y Valdespi)

2. “Cuerpo sin Alma” (música tradicional)

3. “Mientes” con Julieta Venegas (original de Miguel Matamoros)

4. “Frutas del Caney” (original de Felix Benjamin Caignet)

5. “Marimba” con Adrián de Alfonso (original de Noro Morales y Miguelito Valdés)

El Sudaca nos Ataca

25 May

Sudaca (ou Sudaka) é como os espanhois se referem pejorativamente aos sul-americanos, especialmente os imigrantes. El Sudaca nos Ataca é um coletivo de artistas baseados em Barcelona e liderado por dois colombianos,  que se propõe realizar um contra-ataque cultural. Para tanto, se apoderam de ritmos latino americanos misturando-os com tudo o que é tipo de som. Segundo eles, em seu release, o El Sudaca nos Ataca pode ser electro pobre, tropical goth, experimental cumbia, reguetoncore, progressive merengue e por aí vai.


No site do Sudaca você pode fazer o download de quatro discos, incluíndo aí músicas originais de alguns artistas do coletivo, como  El Professor e Piel de Oveja.

Viva o Casiotone e a Yamaha RX7!

El Professor – Chicos y chicas

Piel de Oveja – Cielo ranchero

%d bloggers like this: