Tag Archives: árabe

Sahara Elektrik

5 Nov

sahara

O grupo de rock alemão Dissidenten é um dos precursores da mistura de sonoridades ocidentais com as indianas e árabes. A Cheetah não achou a citação, mas falam por aí que a Rolling Stones os batizou de “Godfathers of World Beat”. Verdade ou não, o fato é que Sahara Elektrik, disco de 84 gravado no Tangier, Marrocos, com o apoio da banda local Lem Chaheb, é fundamental na audioteca do global guettotecher.

Fata Morgana era hino nos clubes da Itália, Espanha e Canadá. E, certamente, influenciou muitos artistas arabescos que vieram depois, como Transglobal Underground e Renegade Soundwave. John Peel tocou tanto essa música no seu programa da BBC que um ano depois de lançado, Sahara Elektrik ganhou edição inglesa. Já nos EUA, Brian Eno, David Byrne e Paul Simon eram todos fãs.

Dissidenten & Lem Chaheb – Sahara Elektrik

01. Inshallah
02. Fata Morgana
03. El Mounadi – The Desert Life
04. Sahara Elektrik
05. Casablanca – Wacha Wacha
06. Hidden Track
07. Shadows Go Arab

Bônus

Esse vídeo gravado ao vivo recentemente mostra que os caras ainda estão em forma!

Advertisements

Rapidinhas #3

1 Jul

— We agree Mr. Manuva–

roots_bass_in_church

Isso aí é um trechinho do Dub Echoes! E saiu no graaaande Dutty Artz, do mestre Dj Rupture!

–SoundGoods Villera–

O essencial SoundGoods, do amigo da Cheetah, Wolfram Lange, lançou mais uma mixtape. O tema: cumbia villera!

La Villa Cumbiera Mixtape

01. Dany Lescano – Cumbia Cabeza
02. Repiola – Danza Repiola
03. Gran Hermano – El Beso De Osito
04. Meta Guacha – No Te Bongas Brava
05. El Gasty – De Izquierda A Derecha
06. Monoblock – Los Cumbieros
07. La Repandilla – Traka Traka
08. Los Pibes Chorros – Gatillo
09. Yerba Brava – Activando Cumbia
10. Los Pibes De La 2 – Muevelo, Muevelo
11. Suena Rototón – El Pelotero
12. La Peluca De Mirta – El Pasito Del Avión
13. El Perro – Floggers
14. El Tecla – El Baile
15. La Liga – RMXS Lalo DJ
16. La Banda De Lechuga – Mi Chiquita (Remix)
17. Damas Gratis – Se Te Ve La Tanga Feat. Reyes Vallenatos (Cristian Dee Jay Remix)
18. El Original – Pégate A Lo Mio
19. Cumbieton – El Cuchulum (Remix)
20. El Polaco – Para Que Lo Muevas (Remix)
21. El Empuje – Pito chiquitito (Marcela Baños Remix)
22. Altos Cumbieros – La Cola Less
23. El Baile Del Oso – Baila Baila
24. Eh Guacho – Apreitato
25. La Base – Alta Gira Por La Matanza
26. Sonido Básico – Sabes Quien Soy

Baixe aqui

–Jacko & Bubbles circa 1987–

–Sónar 2009

O Sónar desse ano foi não só o mais eletrônico da sua história como também o mais aberto às sonoridades não-anglo saxônicas. Segue três videozinhos gravados pelo amigo da Cheetah Batman Zavareze, diretor e curador do Festival Multiplicidade.

Konono Nº 1

Omar Souleyman

Mulatu Astatke

Rainbow Arabia

30 Jun

rainbowarabia

Espécie de DFA do deserto egípcio, o americano Rainbow Arabia, formado pelo casal Daniel e Tiffany Preston, acaba de lançar mais um trabalho, o EP Kabukimono. Dance music exótica, algo tosca, por conta dos vocais abafados, e cheia de teclados e instrumantação poliritmica inspirada em Omar Souleyman, nas coletâneas da Sublime Frequencies e de outros artistas do Oriente Médio, o Rainbow Arabia é absurdamente bom.

kabukimono_500x500

Graças aos blogs de mp3, o casal teve contato com a música árabe, instigando o Daniel inclusive, a comprar em lojas libanesas na internet uma série de  synths microtonais que vem cheios de batidas árabes e turcas lojas libanesas.

O deserto realmente é psicodélico.

Rainbow Arabia – Holiday in Congo

Rainbow Arabia – I know I see I love I go

Dancing Cheetah_Mixtape 2 A.K.A. Tropicaliente

28 Jun

dancing_cheetah_cover01

dancing_cheetah_cover02

Mixtape sabor tropical. Ingredientes: cumbia, carimbó, tecnobrega, merengue, funana, coupe decale, reggaetón, além de temperos árabes. Baixe aqui. Ou aqui.

A capa monstra é do Breno Hardcuore Pineshi.

Zebda

16 Jun

zebda 1

De tempos em tempos, a Cheetah menciona aqui no blog alguns dos artistas que a influenciaram diretamente nos sons globais. Dessa vez, chegou a hora de falar no Zebda, um dos mais queridos e amados gupos musicais franceses. Mesmo não produzindo nada desde 2003, o Zebda ainda é um dos preferidos da casa. Essence Ordinaire, de 1998, é daqueles discos (cada vez mais raros hoje em dia) de ouvir do começo ao fim sem pular nenhuma faixa.

Formado por 7 integrantes, muitos deles descendentes de árabes, o Zebda, de Toulouse, é caracterizado por um som bem upbeat – acordeon francês, reggae, hip-hop e rai (uma mistura de ritmos do norte da África, especialmente Algéria, e pop music internacional) – com letras bastante engajadas, que falam do cotidiano social e político das minorias étnicas que vivem nos grandes centros franceses, especialmente os jovens habitantes das periferias. O Zebda levava suas mensagens tão a fundo, que muitos de seus membros eram membros de ONGs em prol de melhores condições aos imigrantes e descendentes de árabes na França.

zebda

Vamos as músicas, todas do clássico dos clássicos Essence Ordinaire.

Tomber la chemise é a mais famosa de toda a carreira do Zebda, um ska two-tone que pra Cheetah é uma das menos legais do disco.

Já Oualalaradime é hino. E o clip é muito bom também, vejam só.

Pra baixar, duas jóias. A primeira delas muito é tocada no esquenta da pista.

Zebda – Double Peine

Zebda – Tombés des nuis

Mas o será que quer dizer Zebda? Em árabe, manteiga (beurre, em francês), uma brincadeira com a gíria que os franceses usam para se referir aos árabes, beur.

%d bloggers like this: