Tag Archives: argentina

Frikstailers na Dancing Cheetah – 26/01/2010

25 Jan


Nesta terça, a Dancing Cheetah orgulhosamente apresenta, diretamente de Cordoba, Argentina, o duo de cumbia digital Frikstailers. Quem lê o blog da Cheetah sabe que o rótulo “cumbia digital” abrange uma série de ritmos eletrônicos, além de hip hop, dub, dancegall, reggaeton, e, no caso dos Friks, muito baile funk!

Formado por Rafael Caivano e Lisandro Sona, o Frikstailers é um dos principais expoentes da nova cena de cumbia argentina. Já passaram por alguns dos mais importantes festivais de música em seu país de origem (Mutek Buenos Aires, Creamfields Buenos Aires, NiuFest!!!), além dos internacionais QuboCultural.Zip (Guadalajara – 2006), ExperimentaClub Festival (Madrid – 2007) and SXSW Festival (Austin, Texas).

Ouça aqui três petardos do Frikstailers e não deixe de perder  a  Cheetah especial de amanhã. O baile vai ser esquizofrenico!

Frikstailers – Baile frik
Frikstailers – Ta duro kuduro
Frikstailers feat. MC Maiquinho – Tô com saudade

Alta Joya

4 Oct

cooliado
Vic Fabrice aka Alta Joya aka Miss Cooliado põe pra jogo essa mixtape a altura de sua persona: caliente!

Alta Joya – Cumbianture Time Mixtape

1. Audio from ADVENTURE TIME
2. Copia Doble Systema – Cumbia Colegiala
3. Villa Diamante – Marcelo Fabian vs Tego Calderón
4. Oro 11 – El Cangrejo ( w/Think – Once you Understand )
5. Fauna – El Gauchito Gil ( Black Mandingo Bass Mix )
6. Snoop Dogg feat. Pharrell – Drop it like it’s hot
7. Zonora Point – Pa las ghetto princess
8. Unknown Artist – Guacharaca L.A.
9. Henman Builes – Chela ( Sneaky P Remix )
10. Alta Joya – Perfect Cumbia (d.a.r. vs Princess superstar mash up)
11. Alta Joya – Surtek Collective vs Spank Rock
12. Drone One – Killa Stomp
13. Pitbull & Lil Jon – The Anthem
14. Zuzuku – The Swarm Cumbia Clash Remix
15. Sonido del Principe vs Zomby – Shake that strange fruit
16. Audio from Rejuvenece

Vinicius de Moraes goes baile tech

3 Oct

Muito foda o baile tech do argentino Doma Tornados, membro do coletivo Hipi Duki, que junta a voz de Vinicius de Moraes em Os acrobatas ao pancadão do funk.

Os acrobatas – Vinicius de Moraes

Subamos!
Subamos acima
Subamos além, subamos
Acima do além, subamos!
Com a posse física dos braços
Inelutavelmente galgaremos
O grande mar de estrelas
Através de milênios de luz.

Subamos!
Como dois atletas
O rosto petrificado
No pálido sorriso do esforço
Subamos acima
Com a posse física dos braços
E os músculos desmesurados
Na calma convulsa da ascensão.

Oh, acima
Mais longe que tudo
Além, mais longe que acima do além!
Como dois acrobatas
Subamos, lentíssimos
Lá onde o infinito
De tão infinito
Nem mais nome tem
Subamos!

Tensos
Pela corda luminosa
Que pende invisível
E cujos nós são astros
Queimando nas mãos
Subamos à tona
Do grande mar de estrelas
Onde dorme a noite
Subamos!

Tu e eu, herméticos
As nádegas duras
A carótida nodosa
Na fibra do pescoço
Os pés agudos em ponta.

Como no espasmo.

E quando
Lá, acima
Além, mais longe que acima do além
Adiante do véu de Betelgeuse
Depois do país de Altair
Sobre o cérebro de Deus

Num último impulso
Libertados do espírito
Despojados da carne
Nós nos possuiremos.

E morreremos
Morreremos alto,
imensamente
IMENSAMENTE ALTO.

Ramiro Musotto R.I.P.

20 Sep

ramiro

Faleceu na sexta feira, dia 11, o grande músico Ramiro Musotto. Reproduzimos abaixo o belo texto que seu amigo e parceiro Lucas Santtana escreveu no Diginóis. Descanse em paz, Ramiro.

“Faleceu hoje ainda muito jovem e para surpresa de muitos, um dos grandes músicos que conheci na minha vida.

Ramiro Musotto nascido em Bahia Blanca – Argentina, se apaixonou pela música Brasileira e por causa dela veio morar no Brasil em 1982, para estudar percussão brasileira com o professor Zé Eduardo Nazário em São Paulo.

Logo em seguida se mudou para Salvador, encantado com a riqueza rítmica do Candomblé e da percussão de rua.

Ramiro era um músico completo, conhecia profundamente toda a liturgia ritimica do candomblé, a ponto de escrevê-la em partitura. Não só do candomblé baiano, quem o conheceu sabe da sua personalidade intensa, tudo que o interessava virava alvo de muito estudo e dedicação até esmirilhar tal informação. Era um professor nato.

Nos anos que se seguiram na Bahia Ramiro tocou e gravou com praticamente todo mundo em Salvador. Produziu um dos maiores discos já produidos lá até hoje, chamado “Um Canto para subir”, de Margareth Menezes”. Esse disco encheu os ouvidos de David Byrne e catapultou a carreira de Margareth no exterior, apadrinhada por Byrne.

É de Ramiro também a produção da faixa “Eu sou Negão” de Gerônimo. Foi a primeira vez que a percussão de um bloco foi programada numa bateria eletrônica e essa música foi um marco divisório no carnaval da Bahia. Foi por causa dela que os trios elétricos adotaram o samba -reggae no seu set.

Além de grande percussionista, Ramiro também era entusiasta tecnológico, ele e Liminha foram as 2 primeiras pessoas no Brasil a ter e pilotar uma mpc, instrumento adotado por diversos músicos nos dias de hoje.

Ele foi um pioneiro do sampler no Brasil e usou e abusou dele em discos do Skank, Caetano Veloso e Gilberto Gil, Marisa Monte, Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Fernanda Abreu, Titãs, Sergio Mendes, Gal Costa, Adriana Calcanhoto, Zeca Baleiro dentre outros, com os quais tocou,  gravou e produziu ao longo desses anos.

Em 2001 Ramiro comeceu seu trabalho solo lançando o disco Sudaka. 

Em 2004 Ramiro empresta todo seu talento na gravação do disco Lenine in Cité, gravado ao vivo em Paris.  E em 2007 lança seu segundo disco: Civilização e Barbárie.

Além desses dois discos Ramiro lançou também o DVD Sudaka ao vivo com a participação de Sacha Ambeck, Leo Leobons, Kabo Duca e Felipe Continentino.

Muitos não sabem, mas Ramiro Musotto re-inventou o berimbau, depois de Nana Vasconcelos foi quem deu o grande passo a frente na modernização do instrumento, transformando-o harmônicamente e em termos de sonoridade, ao utilizar diversos tamanhos e afinações diferentes, além de cabaças de metal.

Adeus meu amigo, parabéns pelo seu rico legado deixado para nós, a música agradece a sua existência.

Que Oxalá estenda um grande pano branco na sua chegada………”

El G Y El Remolón @ Cha Cha Cha – SP

18 Aug

cha cha cha

Está em São Paulo? Então não perca essa festa hoje por nada! El G, capo do coletivo Zzk, junto com El Remolón na Cha Cha Cha. Aiaiaiaiai… Isso só pode dar certo!

Uma salva de palmas a Ale Mader e a Cha Cha Cha pela iniciativa!

Cha Cha Cha – only latin beats Convida Zizek (ARG)

Prosseguindo com a sua residência no “Salão de Baile do Vegas” – novo projeto que tem agitado as terças-feiras do club precursor do Baixo Augusta – a ChaChaCha reforça sua parceria com o Zizek, festa e selo que estão redefinido a cumbia produzida na Argentina. Mantendo o foco da festa no Vegas nas sonoridades latino americanas contemporâneas e suas recentes fusões com alguns gêneros da música pop, temos o prazer de convidar dois importantes nomes da Zizek crew para a festa do dia 18 de agosto: El G e El Remolón.

Os novos hermanos convidados do coletivo argentino prometem chegar com todos gás para incendiar a pista de dança mais latina de São Paulo. Enquanto El G (que é um dos fundadores do Zizek e também o homem por trás do site cultural bilíngüe whatsupbuenosaires.com)  prepara um DJ set repleto de novidades e hits contemporâneos latinos, sua especialidade,  El Remolón, promete todo a animação e vigor habitual de suas performances ao vivo. Prepare-se para dançar até não poder mais ao som das melhores versões de cumbia villera, electro reggaetón, cumbia digital, dancehall, dubstep e muito mais.

Os idealizadores da ChaChaCha, Aletronica e HZ ,  também prometem encararam versões  DJ residente e completam o line-up da festa, com seus compilados especiais que sempre colocam a galera para bailar.

E já sabe: não esqueça de vestir sapatos confortáveis e levar junto seu melhor sorriso.

Buenas, a bailar chinitos carnavaleros!!!!!!

Cha Cha Cha – only latin beats
convida Zizek (ARG)

Dia 18 de agosto no Salão de baile do Vegas
El G (special DJ set)
El Remolón (live PA)

E ainda os residentes Aletronica e HZ!!

Serviço:
A partir das 23:30hs no Vegas Club (Rua Augusta, 765)
Ingressos:
M $15 (R$10 com nome na lista)
H $20 ($15 com nome na lista)
(lista: festa.chachacha@gmail.com ou no site do Vegas)

Saiba mais em:
www.myspace.com/festachachacha
www.flickr.com/photos/festachachacha

Bombon

7 Aug

BOMBON

O plano era esperar o projeto argentino Bombon enviar alguns mp3s para depois a Cheetah publicar o post. Mas a macaca é ansiosa e não aguentou esperar a dupla mashupera de pop com cumbia se pronunciar.

Corre lá no myspace deles e escute mashups despretenciosamente perfeitos! Tem Eminem com Damas Gratis, M.IA. com Lito Barrientos, Justin Timberlake com Ricky Maravilla, Beastie Boys com Sombras, Michael Jackson com Antonio Rios e o melhor de todos, Kanye West com Los Mirlos.

O projeto é super fresh: o myspace deles tem apenas 422 visitas e eles não tem nem release pronto!

B.O.M.B.A.!!!

—-

UPDATE!!

Bombon – Beastie Boys x Sombras

Bombon – Madonna & Gilda & Rodolfo Aicardi Y Su Tipica

E agora a melhor de todas, um reggaeton da pesada!

Baby Rasta & Afrika Baambaataa – Pony pony run run (Bombon Upbeat Reggaeton Mix)

Buenos Aires por Zizek

12 Jul

A melhor maneira de conhecer uma cidade é pegar dicas com os locais. O dia que a Cheetah voltar a Buenos Aires, certamente as dicas que o Zizek crew deram para a XLR8R serão muito bem apreciadas!

Segue aqui uma delas. Leia o resto aqui.

MittePurr
Mitte & Purr, Av. Santa Fé 2729, local 30 y local 32

When you combine an art gallery with a bookstore and put it in the highest part of an old gallery on Avenida Santa Fe, you’re going to get some interesting results. This place also hosts a mini-rave called Rom Rom on various Saturdays during the summer: hot (really hot) afternoons, dance, art, and tropical fruit smoothies. Here, gallery owner Neeco Demo stands in front of a drawing by Elias Santis.

Cheetah rocker: El Mato A Un Policia Motorizado

8 Jun
Apesar de ainda não ter aparecido por aqui, o rock é um gênero muito atuante na Cheetah. E o rock latino, claro, tem sido cada vez mais apreciado. Seguindo a linha de Charly Garcia, passando por Los Fabulosos Cadillacs e Kinky, a banda da vez vem da Argentina. E é boa demais. El Mato  A Un Policia Motorizado.
A banda, de Mar del Plata, tem 3 discos e está começando a ganhar projeção nacional, com matéria de destaque na Rolling Stone argentina em abril. Fizeram inclusive uma cover do clássico do Jesus and Mary Chain, Head On.
Seu terceiro disco, Dia de los muertos, é muito bom, do início ao fim.
E se o El Mato em estúdio arrebenta, ao vivo eles conseguem ser ainda melhores. Palavra da Cheetah, que conferiu uma apresentação deles em Buenos Aires esse ano.

El Mato A Un Policia Motorizado – Vienen bajando

El Mato A Un Policia Motorizado – Mi proximo movimiento

El Remolón

6 May

dancing-cheetah_eflyer-03

O argentino El Remolón, de Buenos Aires, Argentina, é um dos mais ativos membros do coletivo de Djs e produtores ZZK (leia-se Zizek). Fazendo uma fusão de ritmos folclóricos latinos, especialmente a cumbia colombiana, com um sem número de gêneros (reggae, electro, IDM, funk carioca, kuduro, dubstep) no que ficou conhecida como cumbia digital, o ZZK é hoje o principal produto de exportação argentino. Depois de passar por alguns dos principais festivais de novas tendências musicais, como os norte-americanos South By Southwest e Coachella, o ZZK chega pela primeira vez ao Brasil para divulgar sua irresistível versão eletrônica da cumbia, gênero ouvido compulsivamente em toda a América Latina.

el-remolon

Conheça o som do El Remolón! É só baixar aqui uma mixtape repleta de sons do cara!

1) El Remolón – Bolivia
2) El Remolón vs Princesa – Guajira En Medio De La Calle (dub)
3) Si*Sé – Cuando (El Remolon Mix)
4) Interlude Repiola
5) El Remolón – Cumbia Bichera feat Pablo Lescano
6) El Remolón + Pablo Lescano vs Zaptap-Citizen 10 – Cumbia Lescanera Rapcat
7) El Remolón – Pokemón
8) El Remolón – Cola Lex
9) Mochipet – Rambunktion (El Remolón Zapatillas Galacticas Mix)
10) El Remolón feat Blitto vs Jahcoozi – Escape a Barcelona

E pra completar, ouça também as pepitas abaixo, 3 músicas que certamente serão ouvidas no sound system do 69!

Cumbia Bichera

Violeta (El Remolón Remix) – Alcides

Vem que tem (feat. Mc Marina)

baixaria_600

Bom, né? Tão bom que a Cheetah, envolvida diretamente na vinda do argentino ao Brasil, acompanha, nesta sexta, dia 8, em São Paulo, a Baixaria, festa dos nossos amigos Bruno Belluomini, o Tranquera, e Felicio Marmitex.

K-K-K-Kumbia!!

Cumbias rebajadas

12 Apr

Cumbias rebajadas são cumbias tocadas em rotação mais lenta, uma brincadeira que praticamente virou um sub-gênero dentro da cumbia. O resultado são cumbias para o sofá e não para a pista. Altamente dopadas, as rebajadas são super sinistras por conta dos vocais a-rras-ta-dos. Sonido Martines, da Argentina, é um dos caras que mais vem apostando nessa sonoridade macumbera. Sua mix Rebajadas van a Brooklyn já é um clássico do gênero.

A Cheetah deixa com vocês duas rebajadas vindo da mesma fonte, para comparação:

Sonido Martines – Do ya think I’m sexy (Rebajada Cover)

Huelepega Sound System – Do ya think I’m freaky

Esse tal Huelepega Sound System, do Canadá (sim, cumbia goes outernational!), deixa suas cumbias tão lentas e sinistras que resolveu batizá-las de (!) doombia. Chapante!

%d bloggers like this: