Tag Archives: blk jks

Shangaan electro

25 Apr

Deu na Fader.

O sul africano Tshepang Ramoba, baterista do BLK JKS, se juntou ao produtor Wills Glasspiege numa peregrinação ao redor das cidades de Joanesburgo e Limpopo em busca dessa versão eletrônica, super rápida e meditativa do ritmo folclórico dos shangaans, um dos povos mais marginalizados de toda a África do Sul. Dessa pesquisa vai sair uma coletânea, a primeira do gênero, programada para antes da Copa. Falando em Copa, Tshepang, que toca com sua banda na festa de abertura do mundial de futebol, promete tocar shangaan electro antes do BLK JKS, claramente uma provocação a elite sul africana.

O primeiro produtor a eletrificar o o ritmo dos shangaans chama-se Dog. Ele foi o primeiro a injetar samples, usar synths e botar vídeos no YouTube com suas produções.

Bônus

Janka Nabay – Eh Congo

(Janka Nabay é empresariado pelo Wills Glasspiege, o parceiro de Tshepang na empreitada de documentar o shangaan electro. A dupla de se conheceu depois que Nabay abriu alguns shows do BLK JKS em Nova Iorque)

BLK JKS

21 Oct

SC197lpjacket

O BLK JKS (Black Jacks) é de Joanesburgo, África do Sul. Mas bem que poderia ser do Brooklyn, EUA. Exemplo primoroso da misturada geral que tá rolando entre tudo e entre todos, o BLK JKS é rock, post-rock, afro beat, dub, prog, ambient, jazz. Muitos devem dizer: nem parece africano. Mas ora bolas. Porque o BLK JKS precisa soar, sei lá, como Fela Kuti? Porque o BLK JKS não pode parecer com o TV on the Radio? E porque o Fool’s Gold, americano, não pode ter aquela guitarrinha congolesa?

blkjks

O lance é o seguinte. After Robots, primeiro disco cheio do BLK JKS, banda formada em 2000, é uma das melhores coisas lançadas esse ano. Denso, pesado, viajante, climático, épico e mais um montão de adjetivos.

BLK JKS – Summertime (essa é do EP Mysteries)

BLK JKS – Molalatladi (bitrate vagaba)

BLK JKS – Banna Ba Modimo (bitrate vagaba)

%d bloggers like this: