Tag Archives: brasil

Pio Lobato

4 Aug

pio lobato

A Cheetah é totalmente viciada na música paraense. Já falamos por aqui da guitarrada, vamos tocar junto com Banda Calypso, no dia 21 de agosto, e o tecnobrega é visto com muita frequencia nas pistas com a macacada vibrando.

Sendo assim, não podemos deixar de falar em Pio Lobato. Pio, que faz uma releitura da guitarrada, é um dos principais nomes da cena atual paranense. Formado em música pela Universidade Federal do Pará, Pio tem como instrumento base a guitarra, mas as camadas eletrônicas, os loops e efeitos também são uma marca registrada do seu trabalho. Pesquisador e profundo conhecedor da riquíssima música paraense (considerada por muitos a nova Recife), Pio foi muito importante para o resgate dos Mestres da Guitarrada (Aldo, Vieira e Curica). Seus dois discos solo (Café e Tecnoguitarrada), além do trabalho que faz com a banda Cravo Carbono são altamente recomendados.

Pio Lobato – Tecno da saudade

Pio Lobato – Recado para Lucio Maia

Djavú

12 Jul

A Cheetah adora novidades. E foi fazer sua pesquisa de campo na Feira de São Cristóvão, que aliás é um programa imperdível. Sábado a noite a bombação lá é inigualável, destaque para os tecladistas forrozeiros. Chegando lá, a macaca se deparou com a banda DJavú e Dj Juninho Portugal, novidade de Salvador que foi prontamente adquirida.

Sua estréia na pista, terça passada, foi bombástica. “Me libera” é hit instantâneo.
Djavú – Me libera

A cumbia do Nego Moçambique

11 Jul

nego
“Descobri a cumbia viajando pela América do Sul. Cumbia, reggaeton. Os ritmos populares desses países da América do Sul. Na minha vida pessoal? hahahaha… bom, posso dizer que como em toda América, a música da classe “A” é uma e a música do povo é outra.”

Se você conhece cumbias (e sons tropicais) de artistas brasileiros, mande pra Cheetah que se for bacana ela publica!

Nego Moçambique – Una cumbia instrumental

Via Felicio Marmitex, o homem da Baixaria

Billy Jean for all

11 Jul

Depois de Umbrella e Crazy, DJ Mução ataca novamente.

Michael Jackson – Billy Jean (DJ Mução Forró Rmx)

João Brasil em versão axé-tech

15 Jun

Mais uma do símio mais irreverente que habita o cone sul. Dessa vez um axé-tech. Punk.

Lista de samples:

Fazer o quê? – Calypso
Sleepyhead – Passion Pit
Blitzkreig Bop – Ramones
Bahia thin scream – João Brasil
Womanizer – Britney Spears

Pinduca, o rei do carimbó

10 Jun

pinduca

Pinduca nasceu no Pará e já tem 30 discos gravados. Seu nome surgiu por conta de um chapéu folclórico que começou a utilizar no final dos anos 50 e desde então ficou com esse nome. Esse chapéu virou sua marca registrada e Pinduca coloca nele diversos enfeites e objetos decorativos em suas apresentações.

O carimbó é um ritmo que vem da cultura indígena, mas foi modificado com a chegada dos escravos e dos europeus. É um gênero meio mash up. Em sua biografia, que está sendo escrita, Pinduca conta que além de ser o rei do carimbó,  inventou a lambada, o xengo, o lári lári e também o sirimbó (fusao de carimbó com siriá – outro ritmo paraense). Essas fusões todas de ritmos de um dos nossos estados preferidos (a Cheetah já falou da guitarrada – que sempre rola na pista – , e em breve virão posts sobre tecnobrega e calypso) são bastante difíceis de explicar, só ouvindo mesmo!

Pinduca – Sinhá pureza

Pinduca – Cavalo velho (El cabalo)

O grupo carioca Do Amor, excelente banda que também adora fusionar ritmos, vem tocando carimbó em seus shows e o gênero certamente estará em seu disco de estréia.

Recentemente o carimbó esteve em evidência numa excelente paródia do grupo de humor escrachado Hermes e Renato. Pra descontrair.

%d bloggers like this: