Tag Archives: hip hop

Los Rakas

10 May

Los Rakas é um duo panamenho de hip-hop, reggae, reggaeton e dancehall. Com letras em espanhol e inglês, o Los Rakas, que atualmente reside em Oakland, na California, é perfeito pra latinizar qualquer set careta de hip hop ou dancehall.

Los Rakas – Esa mulata

Los Rakas – Dun dun (Frikstailers remix)

Advertisements

Die Antwoord

12 Apr

O Marcus Vinicius Brasil, do Rrraurl, escreveu recentemente sobre o polêmico MC sul africano Die Antwoord, artista que tá bombando geral na web. Gostando ou não (é super esquisito!), Die Antwoord é um caso bem curioso que merece ao menos o mínimo de atenção.

“Na caixa de comentários de um dos vídeos do Die Antwoord no YouTube, um espectador observa com ironia: “Se esses caras estivessem na América, seriam a coisa mais legal do momento.” E ele tem razão – ao menos em parte. Acontece que, mesmo vivendo do outro lado do Atlântico, o trio sul-africano de rap se tornou um fenômeno. Seu vídeo mais acessado passou dos três milhões de cliques antes mesmo de o grupo ter assinado com a Interscope, gravadora de Eminem, Nelly Furtado, 50 Cent…

O mais legal dessa história é que o Die Antwoord (“a resposta” em africâner, idioma derivado da colonização holandesa) não é exatamente real. Os caras realmente conseguiram um contrato, têm um disco com 16 músicas ótimas, e estão com a agenda cheia de shows.

Mas o MC Ninja – magrelo alto, cheio de tatuagens toscas, dentes dourados e um topete à moda Vanilla Ice – é, na verdade, um personagem criado pelo art-rapper Watkin Tudor Jones. Assim como seus parceiros, a sexy Yo-Landi e o calado DJ Hi-Tech, responsável pelas “next-level beats”, Ninja encarna uma paródia da cultura Zef sul-africana – equivalente ao redneck dos Estados Unidos, e talvez aos nossos agro-boys, em versão new-rave (!).”

Continue lendo aqui.

Chico Mann e o afrobeat digital

11 Apr

O Bruno começa e a Cheetah termina.

“Até começar a ser chamado de coisas como “James Brown cubano do Casio” (pela turma da Turntable Lab) na época do lançamento de “Manifest Tone Vol. 1″, em 2007, o projeto paralelo do guitarrista do Antibalas Marcos Garcia era apenas uma brincadeira despretensiosa.

Não demorou muito para o afrobeat eletrônico com toques latinos do Chico Mann encontrar seu próprio público. Pouco mais de dois anos depois, já foram lançados quatro discos e dois EPs.

O quinto disco, “Trickster for Kids”, está a caminho. Marcos levantou os seis mil dólares necessários para produção direto com os fãs, através do saite Kick Starter. Agora é esperar.”

Analog Drift (Muy Esniqui), quarto disco do Chico Mann é a coisa mais espetacular que a Cheetah ouviu em 2010 até então. Do ano passado, na verdade, Analog é sensacional, sublime, épico, antológico. Uma coleção de 12 pérolas que redesenham o afrobeat ao incorporar vocais em espanhol, linhas de baixo sintetizadas, programação eletrônica low-fi com toques de old school electro, hip-hop e breaks em geral. Prova de que dá, sim, pra fazer afrobeat no seu quarto. Ainda que para isso você precise tocar a rodo!

Alto astral ao extremo, ouvir Chico Mann vai te salvar de qualquer deprê. Deep.

Chico Mann – Anima

Chico Mann – Go to that place

Quantic, Etiópia e Mulatu

2 Apr


Quantic
é um dos produtores favoritos da Cheetah. Já falamos uma vez desse inglês aqui blog. Hoje residente em Cali, na Colombia, Quantic é mestre em agregar sons do mundo inteiro em seus beats e grooves.

Crate digger supremo, Quantic, em 2004, foi até Adis Abeba, capital da Etiópia, em busca de discos raros e de Mulatu Astatke. A idéia era trazer o músico etíope até Los Angeles para um show, parte da série Timeless Concert Series que homenageia compositores e arranjadores fundamentais para DJs e produtores de hip-hop. (É um projeto da mesma galera que fez em 2002 o Brazilintime, juntando Babu, Nuts, Cut Chemist, J. Rocc e Madlib com João Parahyba, Wilson das Neves e o Mamão, do Azymuth.)


Quantic abriu o show do Mulatu no dia 01 de fevereiro de 2009, e o que você ouve baixando esse arquivo aqui é o set etíope que ele fez com os disquinhos comprados em 2004. Que beleza.

Falando em Mulatu, o pai do jazz etíope tá com disco novo, seu primeiro trabalho inédito em 20 anos. Mas isso é assunto para um outro post.

Chico Sonido

12 Oct

chico sonido

l_e4d694445f594cbb926df427b97de3f6

A Cheetah conheceu o Chico durante as sessões mexicanas do Up, Bustle & Out. Depois disso, deixamos nosso radar apontado para tudo o que esse mexicano residente de L.A. aprontava. Suas mixes, embora latinas e cumbiambeiras, já demonstravam que seu foco de ataque era diferente do usual. Ávido colecionador de discos, Chico Sonido é dono de um acervo impressionante de pepitas mexicanas raríssimas de rock, disco, psicodelia e house. E é com os samples desses vinis que Chico tempera seus beats de hip-hop e eletrônica em seu perfeito debut como produtor, o homônimo Chico Sonido. 

Um dos melhores trabalhos de 2009, Chico Sonido vai fazer estrago em chill outs e festinhas mundo afora. Enquanto você não compra logo o seu em 320k, fique aqui com alguns aperitivos da Cheetah. 

Chico Sonido – Antes que nadie

Chico Sonido – Paisadelic Mix

tropical vallarta – tu corazon y el mio
carlos morua – tristemente solo
jeanette – frente a frente
los terricolas – la verdad es que me gustas
los terricolas – cenizas
los pasteles verdes – esclavo y amo
apocalipsis – un año mas sin ti
hermanos de la cruz – igual que los demas
los angeles negros – el rey y yo
jose jose – tu melodia
nelson ned – no digas no
fresa salvaje – dos gardenias
johnny olivo – dame una sola noche para amarte
jose luis y los maloos – nosotros
david – dejame conocerte
los riscos – sombras
los yorks – facil baby
super gallo – mordiendo el polvo (habre de sobrevivir)
jonny chingas – cruising down whittier boulevard
chico sonido – antes que nadie

Chico Sonido – Discoteca Freestyle Mix

Yuri – sabes lo que pasa ( version remix )
Lisa – trampa
Rockdance – sunday it’s so fast
Click – moda casual
Divina Gloria – desnudita es mejor
Bernardo – Martha
Magazine 60 – don quichotte
Vicio Latino – sabes que hora es?
Chimo Bayo – asi me gusta a mi ( xta si xta no )
Florencia – corazon de cristal
Los Sucios – sucias ( chico sonido clean edit )
Angela Carrasco – tengo lo mejor
Minimania – que onda?
Yuri vs Black Devil Disco Club – te amo te amo ( chico sonido disco edit )
Martina y su super look
Byanka – chica material

Fulanito

13 Aug

playa rincon

Fulanito – El cepillo

Criado por nova-iorquinos descendentes de dominicanos, o merenhouse (que apesar do nome também incorpora alguma coisa de hip-hop e outros ritmos latinos) divide hoje com o merengue de la calle boa parte da atenção dos jovens de Santo Domingo. Muito do que a Cheetah conhece é over pop, mas dentre centenas de Tiburons, destaca-se a banda Fulanito. O mais bacana desse grupo que já vendeu mais de 2 milhões de disco e já fez turnês no Japão e Austrália, é a fusão de hip-hop e house com o mais roots do merengue dominicano, o perico ripiao ou simplesmente merengue típico.

E viva o som do acordeón!

Fulanito – El cepillo

Fulanito – Mira

Fulanito – Guallando

Sancocho y Fulanito – Lo hace la outra

el salto del limon

* Ambas as fotos são do estado de Samaná, na República Dominicana. A primeira é Playa Rincon; a segunda El Salto del Limón

Global Guettotech #2 – Ghislain Poirier

10 Aug

GhislainPoirier

Ghislain Poirier é um Dj e produtor musical de Quebec, Canadá. Pesquisador de graves poderosos, Poirier em suas produções e sets mescla hip-hop, dancehall, dubstep e tudo quanto é música urbana do mundo inteiro. Ligado ao Ninja Tune, um dos selos mais importantes selos vanguardistas, Poirier tem feito bastante coisa com soca, a música nacional de Trinidad & Tobago. Seu último EP, Soca Sound System, o primeiro de uma série de 3 que ele vai lançar esse ano, é um petardo que adapta a música festiva e carnavaleca de Trinidad ao século 22. Segue abaixo um mini-mix feito pelo próprio Poirier com as 4 faixas do EP.

cover_front

Ghislain Poirier – Soca Sound System Mini-Mix

Wha-La-La-Leng feat. Face-T
Karnival
Immigrant Visa’ feat. MC Zulu
Get Crazy feat. Mr. Slaughter

ghislain

Dono de uma das festas mais legais do Canadá, a Bounce Le Gros, e remixer de mão cheia (Lady Sovereign, the Editors, Bonde do Rolê, Kid Sister, entre outros), Ghislain Poirier deve aparecer ao Brasil para alguns sets – assim foi dito a Cheetah por um híbrido de tucano e arara selvagem.

Antes de um batalhão de clipes com produças do canadense, a Cheetah faz questão de mostrar uma entrevista que o Maga Bo fez com ele.

Começando com Get Crazy e Wha-La-La-Leng, ambas do disco de Soca.

E agora duas do álbum de 2007 No ground under. Essencial.

Vimos algumas produções do Poirier e agora a Cheetah apresenta a sua versão DJ. Pegue seu passaporte para uma volta ao mundo: Montreal, Guadalupe, Martinica, Jamaica, Suécia, França, Burquina Faso, Haiti, Barbados, Trinida, Senegal, Ingleterra e por aí vai. O nome da mix já diz tudo.

Ghislain Poirier – Cosmopolitan Bass Mix

Tracklist:

1. Smockey – Relaxe, c’est ici le paradis feat. Dicko Hamadou
2. Danny Breaks – The Jellyfish
3. Nickodemus – The Global Village
4. Smockey – I-Yamma
5. Aloe Blacc – Patra Mia
6. Frer 200 – Ce mec
7. Admiral T – Otantik (Ghislain Poirier Remix)
8. Mali – Métrizé tchad aw
9. Chedizek – Me Nah Run (No Borders Riddim)
10. Sixtoo – Jackals And Vipers In Envy Of Man : Track 2
11. Ghislain Poirier – Mic Diplomat feat. DJ Collage (Remix)
12. Daara-J – Dub Plates 2
13. Raggasonic – Original feat. Desmond
14. Rodney P – The Nice Up
15. Imposs – Mwen Te Mouri
16. Alison Hinds – Thundah
17. Admiral T – Gwadada (Juice Remix)
18. Tiwony – Ghetto
19. Ghislain Poirier – No More Blood feat. Face-T (Megasoid Remix)
20. Petter – Fresh feat. AFC
21. Peter Miles – One Time feat. Menshan
22. Kulcha Connection – Mem Bagay
23. Timbuktu – Känn Pepp feat. OBFK
24. Admiral T – OK feat. Saik
25. Kulcha Connection – Kanpe
26. Fénomen 10′Gla – Sauter
27. Skepta – Sweet Mother (House Mix)
28. Maskinen – Alla Som Inte Dansar
29. Pepe DJ – New Game
30. Assassin – $$$
31. Skepta – Sweet Mother
32. Ghislain Poirier – Blazin Riddim
33. Tony-O – Durrty Mouf
34. Krys – Big tune du carnival
35. Machel Montano – Madder Than That (Ghislain Poirier Remix)
36. Ego System – Motella feat. Little Freddy, So Fast
37. Criollo – Carnicero
38. Awadi – Rosa
39. Omnikrom – Été hit
40. Mokobé – Mali Forever feat. Salif Keita
41. Sibot – Badder Than feat. Teba
42. Maga Bo – Analyse d’amour feat. K-Libre (Ghislain Poirier Remix)

%d bloggers like this: