Tag Archives: kuduro

Buraka Som Sistema_Perc Pan 2010

15 Sep

Desde que a Cheetah surgiu, em fevereiro do ano passado, não houve uma festa em que não tocassemos Buraka Som Sistema, um dos grupos que mais simboliza esse tal de global guettotech. “IC-19”, “Kalemba (Wegue Wegue)”, “Aqui pra vocês”, “Black Diamond” e o remix deles pra “Gasolina”, do Bonde do Rolê, são verdadeiros hinos nas nossas festas.

Por conta da história deles com o kuduro (são praticamente os embaixadores do estilo), muitas vezes se fala no Buraka como um grupo de origem angolana. Só que na verdade, esse quarteto, formado por Li’l Jon, Conductor, DJ Riot e Kalaf, é português (o nome Buraka vem da freguesia de Buraca, em Amadora, cidade localizada nos arredores de Lisboa). Então, resumindo, o Buraka é um grupo eletrônico português se inspirando numa música eletrônica angolana, produzindo um híbrido que alguns chamam de (rs) kuduro progressivo. Em outras palavras, 1/4 de euro-house, 1/4 de grime e dubstep, 1/4 de rave, e, finalmente, 1/4 kuduro.

Não é a primeira vez deles no Brasil. Infelizmente, quando vieram pela primeira vez , a Macaca hibernava em suas férias. Mas certamente, agora, no Perc Pan 2o1o, será uma oportunidade de vê-los no auge. O Canecão vai tremer! E de kuduro!

Buraka Som Sistema – IC-19

Bonde do Rolê – Gasolina (Buraka Som Sistema remix)

Buraka Som Sistema – Black Diamond

Buraka Som Sistema – Aqui pra vocês

Buraka Som Sistema – Kalemba (Wegue Wegue)

O Buraka Som Sistema toca no Perc Pan 2010 nos seguintes dias:

06/10/2010, Canecão (Rio)
07/10/2010, Via Funchal (São Paulo)

Os ingressos estão a venda no ingresso.com e (Rio) na bilheteria do Teatro Oi Casa Grande. Maiores infos no site do Perc Pan.

Rapidinhas #8

4 Jun

Novos clipes do Bomba Estereo e do Buraka Som Sistema, dois dos graaandes preferidos da Cheetah!

O do Bomba é do single Aguasala, do já clássico Blow Up, de 2009. Já o do Buraka, faz parte de uma ação de marketing da Dr. Martens, que tá completando 50 anos. E, sim, é uma cover de Buffalo Stance, da Neneh Cherry!

Bomba Estereo – Aguasala

Buraka Som Sistema – Buffalo Stance

Wolfram Lange

19 May


A pedido da Cheetah, nosso amigo Wolfram Lange, o Wolf, fez uma seleção de sons que não podem faltar em seus sets. Wolf, você sabe, toca junto com a Dancing Cheetah na Clap! de amanhã, 20 de maio. Os comentários em baixo de cada vídeo são assinados pelo próprio Wolf


meu hit Nº1 e um clássico do tropical bass


essa cumbia digital de um dos protagonistas do selo ZZK, de Buenos Aires, me fez ficar alucinado pelo estilo


uma das bandas mais clássicas de cumbia villera


um miniset de tribal guarachero/ technocumbia do cara mais bombado de Monterrey. E isso com apenas 17 anos!


mistura excelente entre reggaeton e merengue, de Porto Rico


um eletro melody/ tecnobrega bem na onda do Maderito & Joe, os caras mais inovadores do Pará hoje em dia


um conscious funana do cabo verdiano Izé


a maior estrela musical de Moçambique com uma música no estilo marrabenta


dois veteranos do kuduro juntando forças


funk carioca não pode faltar! E esse mashup com batucada é muito legal!

Se você curtiu os vídeos acima, não perca o set do alemão Wolf na Cheetah/ Clap! desta quinta. E fique sempre ligado no que ele posta em seu blog, o SoundGoods. Vira e mexe, o Wolf grava umas mixtapes temáticas muito boas. Tem de cumbia villera, de funk carioca, de tribal guarachero, de kuduro

Heavy kuduro

4 May

Rocco Rampino não é ator pornô. Ele é o Congorock, italiano ligado a cena maximal que com essa Babylon promove um encontro entre o heavy metal e o kuduro.



Buraka Som Sistema – Essential Mix

20 Apr

Outro dia, o Buraka Som Sistema fez uma mix sinistrona pra BBC. Os caras realmente tão demais; não tem pra ninguém!

Buraka Som Sistem – Essential Mix

1.Barros de Landana – Tambi La Rosa
2.Wildlife – Jumbe
3.King of Africa – Douster
4.DJ Gregory & Sidney Samson – Salon (feat Dama S)
5.Kid Kaio feat Buiza – Broadway
6.L.B.G. – Dont Stop the Music (Bart B More Remix)
7.DJ Malvado – Puto Mekie
8.DJ Cucanas – El Canto
9.Mosca – Square One
10.SBTRKT & Sampha – Break Off
11.Sam Tiba – Barbie Weed
12.Rye Rye – Bang (Buraka Remix)
13.Max Morrel – Back Yard Riddim
14.Major Lazer – Pon de Floor (Drop the lime Remix)
15.Oliver Twizt feat Maluca – Loca
16.Girl Unit – I.R.L (French Fries Remix)
17.J Wow – O Dedo
18.Nouveau Yorican – Boriqua (Douster Remix)
19.Nic Sarno – Mana Wasa
20.Roulet – Kitamanda (J-WOW Remix)
21.Bok Bok – Dance Report
22.Beyoncé – Diva (Buraka Bootleg)
23.Buraka Som Sistema – Kurum (Roulet remix)
24.Benga – Night (Buraka remix)
25.DJ Znobia – Dança da mãe Ju (Buraka Edit)
26.Rusko – Cockney Thug (Buraka Remix)
27.Elephant Man – Ova da wall (MRK1 remix)
28.Riton & Primary 1 – Radiates (Joker remix)
29.Amanda Blank – Make it take it (Buraka remix)
30.Buraka Som Sistema – Luanda/Lisboa (Dj Riot remix)
31.Buraka Som Sistema – Coozi o mambo
32.MastikSoul – Macarron (Buraka remix)
33.Skream – Filth
34.Stenchman – Puking Over
35.Buraka Som Sistema – Sound of Kuduro (Lil John remix)
36.Buraka Som Sistema – Aqui pra voçês (Riot’s Buratronic mix)
37.Daft Punk – Burning
38.L-Vis 1990 – Compass
39.Project Bassline – Twelfth Step (Melé Remix)
40.Ku Bo – Kaggua (Batida Remix)
41.Congorock – Babylon (feat. Mr Lexx)
42.L-Vis 1990 – United groove (Buraka Remix)
43.DJ Zinc vs BSS – Blunt Kalemba
44.Photomachine – Burn Up
45.Os Korimbas – Jemba Braguez

OBS: Bizarro lembrar que o Buraka esteve no Brasa em 2007 para o Baile Skol, festival que rolou no Rio naquele ano e, que a Cheetah se lembre, nunca mais rolou. Ano passado eles até vieram de novo, só que na versão DJ set (Bar Secreto, SP).

7 X África

23 Mar

Hibernando, sim. Dormindo, jamais! A Cheetah está de volta; stay tuned.

Pra marcar nossa volta, 7 clipes que mostram os novos sons da África mas que não necessariamente vêm do continente – afinal vivemos no mundo do global guettotech.

JR. featuring HHP – Show dem (Make the circle bigger)

Chico Mann – Ya Yo Se

Baloji feat. Konono Nº 1 – Karibou Ya Bintou

Old Money – Mamaseh

Schlachthofbronx feat. Spoek Mathambo + Gnucci Banana – Ayoba

DJ Mujava – Mugwanti-Sgwe

Makongo – Angolan kung-fu

Kuduro Hochi Fu

31 Oct

Quer ouvir os kuduros mais novos e irados de Luanda e não sabe como? A dica não é procurar por artista X ou selo Y, mas sim pelo diretor de clipes Hochi Fu no You Tube.

Noite e Dia – Tá maluca

Big Nelo feat. Vagabanda – Surra

JD feat. Yuri da Cunha – Vão bater mal

Vagabanda – Do manganza

Supremos feat. Djamila Delves – Tá sair bem

Yuri da Cunha

27 Oct

O amigo da Cheetah Felipe Herz Boclin aka Fils aka Filzinho aka Mestre, acaba de voltar de uma trip à Africa, mais especificamente Moçambique, África do Sul e Angola. Sua primeira dica (ele ainda deve à macaca um dossiê extenso!) é o angolano Yuri da Cunha, um dos mais conhecidos cantores de Luanda e que agora excursiona pela Europa abrindo os shows do italiano (WTF) Eros Ramazzotti.

Já faz um tempinho que o kuduro e a música angolana tem marcado presença em Salvador. No carnaval desse ano, teve até Yuri da Cunha! E, vejam só, até no Altas Horas o Yuri deu as caras!!

Mixtapes for the weekend #3: kuduro mania

29 Aug

kuduro

Hoje é dia de kuduro na Estação Leopoldina, Rio. Se você tem outro programa, cancele. Simples assim.

Enquanto o DJ angolano Znobia não te bota pra dançar, aqui vai uma penca de mixtapes pra você treinar os moves.

Soundgoods (aka Wolfram Lange)Kuduro do Futuro Mixtape

01. Bruno M – Tá Vené
02. Os Vagabanda – Dois Tok
03. Rodrigão feat. Panda – Olha Hora
04. Puto Prata – Fala Yoyo
05. Puto Langa – Soldado Na Casa
06. Bruno M – To Rosa
07. Os Defayas – Ta La 3
08. Famila O P – Ngaxi
09. Os Lambas – Tá Faltar + 1
10. DJ Buchinho – Nail
11. DJ Tony – M.P. La
12. DJ De Gala – Azar
13. B.K. feat. Ti Lamba – É No Gueto
14. Yanilson – Faço 2 Tiro 2
15. Outro

DJ Mpula vs AkwaabaFazuma Tem Transporte

(A Cheetah não tem o tracklist)

Dr. AuratheftDr. Auratheft loves kuduro when it sounds like this

1 Shy Child: Intro
2 Da Weasel: Dialectos de Ternura
(Buraka Som Sistema Remix)
3 DJ Bula: Lacraia
4 Buraka Som Sistema: Yah (Cosmic Remix)
5 Shy Child: Noise Won’t Stop
6 Puto Bock: Olha a Putaria
7 DJ Papa: 180 Seconds
8 Unknown: Bisneira
9 Buraka Som Sistema: Wawaba
10 Frikstailers: Tu Duro Kuduro
11 Technotronic: Pump Up The Jam
12 Os Lambos: Combaïo Instrumental
13 DJ Branquinho: Danca da Maluca
14 Unknown: Batido (Salsa Instrumental)
15 Shy Child: Outro

O resto da programação do Festival Back 2 Black você confere aqui.

Rapidinhas #6

12 Aug

— Marta la reina —

O merengue Marta la reina, do dominicano Anthony Santos, é um dos preferidos da Cheetah. Quem ouviu a mixtape 2 ( a.k.a. Tropicaliente) sabe disso. Pois não é que a macaca descobriu que original é uma cumbia colombiana dos anos 70! Los Junior’s de Colombia é o nome do grupo, super obscuro, autor dessa pérola do cancioneiro tropical. A macaca perdeu uma madrugada buscando o mp3 da pepita e… nada… Bom, ao menos no YouTube dá pra ouvir mais músicas do disco, que tem o sensacional nome de Rebelion Cumbiera!

Anthony Santos – Marta la reina

— Baile Funk & Kuduro —

Casamento perfeito, não? Culpa do português Lucana. Bomba.

— DJ Znobia no Rio —

Dj_Znobia2


Dança do tchiriri, o kuduro mais famoso de todos os tempos, uma produção do DJ Znobia

Um dos grandes produtores de kuduro, DJ Znobia virá ao Rio para uma apresentação no dia 29 de agosto, na Estação Leopoldina. A gig faz parte do evento Back to Black, que trará ao Brasil vários artistas, intelectuais e ativistas africanos para uma série de palestras e shows. Mais sobre o festival e principalmente sobre o Znobia muito em breve. Stay tuned.

— Trumpet & Balkan Madness —

Gucastatue

Do dia 5 ao 9 de agosto, rolou na vila de Guca, na Sérvia, o maior festival de trumpetes do mundo! Desde que o príncipe Milos Obrenovic fundou a primeira banda militar da região de Dragacevo, o povo se tornou fanático pelo som dos metais, especialmente o trumpete. Há 49 anos Guca hospeda o Dragacevo Trumpet Gathering, festival que esse ano teve apresentações de mais de 1500 artistas e que recebeu cerca de 500 mil turistas.

— Dancing Cheetah Boney M —

boney_m

Formado na Alemanha pelo cantor e produtor Frank Farian, o Boney M foi um dos maiores nomes da disco music dos anos 70/ início dos 80. O que diferenciava o grupo dos demais (bom, pelo menos entre os que estavam no mainstream) era o flerte com a música africana e caribenha. Em 10 anos de história, o Boney M vendeu incríveis 150 milhões de discos.

— Dizzee Rascal ensolarado —

Esqueça o grime soturno dos becos frios e chuvosos de Londres, o negócio é mergulhar no verão com altas gatas. Né, Dizzee?

%d bloggers like this: