Tag Archives: m.i.a.

Cumbia celebs #2

14 Jun

Daft Cumbia – Uproot Andy

Triangle walks (Un Mono Azul remix) – Fever Ray

Paper Planes (Sonido Martines Guacharaca remix) – M.I.A.

Kalise (Frikstailers remix) – El Guincho

Carmensita (Toy Selectah Raverton re-fix) – Devendra Banhart

João Brasil – Banda Calypso Mashups

30 Mar

Nosso João Brasil tem feito mashups diários da Banda Calypso com artistas do pop internacional. Já rolou Afrika Bambaataa, M.I.A, Destiny´s Child, Black Eyed Peas, La Roux e Franz Ferdinand.  Tudo parte do sensacional e megalomaníaco projeto 365 mashups, no qual João promete 01 mashup por dia até o final do ano.

Os mashups do Calypso depois vão ganhar capinha e virar EP.

João Brasil – Arrepiando a gun (Banda Calypso X M.I.A.)

João Brasil – Xonou planet (Banda Calypso X Afrika Bambaataa)

João Brasil – Jura que kill (Banda Calypso X La Roux)

Bollywood disco

21 Apr

discodancer

Disco Dancer, de 1982, é um dos maiores clássicos de Bollywood de todos os tempos. Como todo filme que bomba por aquelas área, a trilha sonora é ótima. Não a toa, a M.I.A. usou “Jimmy Jimmy Jimmy Aaja”, do cantor local Parvati Khan, como base para uma versão presente em seu último disco, Kala. Versão essa, por sinal, bem parecida com a original: uma disco music de respeito made in Bombaim.

Parvati Khan – Jimmy Jimmy Jimmy Aaja

Mais sabe o que é do cacete? A Jimmy, do Parvati Khan, também não é a original! Ela foi claramente inspirada em “You’re OK”, disco composta dois anos por uma dupla francesa chamada Ottawan! Nada se cria, tudo…

Ottawan – You’re OK

Para encerrar esse post disco-bollywoodiano, a Cheetah põe pra jogo outro clipe retirado de Disco Dancer, no caso a canção que batiza o filme. E tome disco music na lata!

The Very Best

2 Apr

the-very-best

the very best

the very best

De uma maneira geral, tá todo mundo de butuca ligada na produção musical da África. Graças a internet, tá todo mundo ouvindo, fazendo, cantando, remixando, mashupando, sampleando, homenageando, dubeando, desfazendo, baixando tudo. Por exemplo, nunca se ouviu tanta música nigeriana quanto hoje. E certamente, nunca se tocou tanto high-life, juju e afro-beat nos quatro cantos do planeta. Fela Kuti deve estar rindo a toa em alguma dimensão paralela. Mas enfim, esse é um outro papo para um outro post.

malawi

malawi

Alguns posts atrás a Cheetah falou do Amadou & Mariam, dupla com um som nada clássico mas ainda sim super ligado as tradições do Mali e de países vizinhos de culturas adjacentes. Pois bem, agora a Cheetah fala no The Very Best, união do cantor Esau Mwamwaya, nascido no Malawi, África Oriental, com o duo franco-sueco de afro-electro Radioclit. Por enquanto, ainda não existe material 100 % original do combo; ao que tudo indica o debut sai esse ano. Mas no ano passado, o The Very Best lançou a melhor mixtape de 2008, uma mix (cuja capa ilustra o post) bastante divertida e despretensiosa que junta o canto em chichewa de Esau com bases de hits indie de ligeira pegada afro, como “Cape Cod Kwassa Kwassa”, do Vampire Weekend, “Boys” e “Paper Planes”, da M.I.A., entre outros. Agora, pouco importa a capa estereotipada e a solução fácil de usar bases de sucessos alheios (o que pode soar como trilha sonora de safari para gringo ouvir), essa mix do The Very Best é um belo dum disco pop, nada mais, nada menos.

The Very Best – Tengazako

The Very Best – Cape Cod Kwassa Kwassa

Radioclit – Secousse (Mumdance rmx)

%d bloggers like this: