Tag Archives: uproot andy

Cumbia celebs #2

14 Jun

Daft Cumbia – Uproot Andy

Triangle walks (Un Mono Azul remix) – Fever Ray

Paper Planes (Sonido Martines Guacharaca remix) – M.I.A.

Kalise (Frikstailers remix) – El Guincho

Carmensita (Toy Selectah Raverton re-fix) – Devendra Banhart

Advertisements

Os + do Radioclit

22 Oct

radioclit

Bem legal a sessão Guest List com o Radioclit, no Pitchfork. Dá pra saber o que os caras gostam de ler, ouvir, jogar, assistir, aonde preferem comprar discos…

Mais legal ainda saber que os caras estão em sintonia com a macaca – isso sem falar que o João Brasil recentemente tocou na festa deles, a Secousse. Saca só a lista com os três artistas recentes que eles mais tem gostado de ouvir. Se você é fã da macaca, sabe muito bem quem é cada um deles.

Omar Souleyman – Jani

Douster – King of Africa

Uproot Andy – El Botellon

Que Bajo?

8 Oct

quebajo4quebajo

Junto com Buenos Aires e Bogotá, Nova Iorque é a capital tropical do mundo em 2009. As festas Nova Iorque Tropical e Que Bajo? tão aí pra comprovar.

Uproot Andy e Geko Jones, da Que Bajo? gravaram outro dia um setzinho pra sessão Guetto Palms da Fader. Tem bullerengue, Latin house, tribal guarachero, dubstep, kuduro, zouk, soca, cumbia e reggae em espanhol. Baixa o set e depois leia os comments da dupla no faixa-a-faixa.

Mas antes, Manuelita remix, sonzinho que traduz muito bem a pegada da dupla.

Que Bajo – Ghetto Palms blend

Etelvina Maldonado, “Manuelita” (Uproot Andy & Geko Jones RMX)
El 5to Elemento, “Puchi Puchi Lockoff” (Uproot Andy Mash Up)
Batida f. Ikonoklasta, “Cuka”
DJ Buxxi y Los Desordenados, “Bruja”
Maximus Dan, “Gun Town”
Major Lazer f. Mr. Lexx and Santigold, “Hold the Line” (Frikstailers RMX)
Nigga aka Flex, “Eres una Niña”

“Manuelita” – The first track is a remix we’ve just made of a traditional style Colombian bullerengue song. Doing these kinds of remixes blending folkloric music with club music is one of the sounds that has come define our party and this kind of remix has itself really become traditional for us over the last year or so.

“Puchi Puchi Lockoff” (Uproot Andy Mash Up) – This is a mash up of the Chimpo dubstep tune “Lockoff” with a vocal from El 5to Elemento. There’s also a pretty typical Mexican Tribal Guarachero sample in there among other added percussion.

“Cuka” – Batida are based in Lisbon and making really dope kuduro that samples more traditional kinds of Angolan music like Semba. You can see why we like this.

“Bruja” – Geko was introduced to DJ Buxxi on a trip to Colombia in April. We’ve been keeping an eye on him and he’s a really prolific producer, shouldering basically the whole island province of San Andres with insane dancehall meets chutney meets hip-hop meets zouk riddims.

“Gun Town” – Its the day after labor day and coming off the parkway we felt we wanted to have a Soca tune in here and even though this Maximus Dan tune on the Cello Riddim is at least a year old we really like how the rhythm in the hi-hats mirrors the scraper and maraca rhythms in most of the songs that appear on this mix. Also we really like the way he fits the melody from The Kinks’ “All Day and All of the Night” onto the riddim.

“Hold the Line” remix – This Frikstailers remix is in the Cumbia Villera style, that is the Argentinian street shit, but they do it really well, and bring in other influences like that dubstep wobble. Athough Frikstailers are from Argentina their style of cumbia is more international and you’ll almost always catch something of theirs in our DJ sets.

“Eres una Niña” – Flex has another, more controversial name. But we just like his version of Revolution Riddim, especially because it is essentially a cover of Barrington Levy’s “Here I Come” performed in Spanish. You might say this is traditional reggaeton, which is just another way of saying Dancehall.

Sonido del Principe

12 Sep

sonido del principe

Já falamos trocentas vezes desse que é um dos grandes nomes da nova cumbia. O nome dele é Sonido del Principe, mas a Cheetah o considera Rei. Amante de heavy metal e do sub grave, Vincent Koreman honra a tradição de Dick El Demasiado e mostra que a Holanda sabe fazer cumbia. No seu caso, uma versão heavy-step-wobbly que o coloca no topo lado a lado de gente como Fauna e El Remolón, ambos argentinos, do americano Uproot Andy e do pioneiro mexicano Toy Selectah.

Mesmo que sua especialidade sejam edits, refixes e remixes, é impossível ignorar as produções de Vince e o entusiamos que ele nutre pela cumbia e pelo global guettotech. Seu blog, Generation Bass (hoje com a contribuição de colaboradores, em especial o DJ UMB), é a bíblia do estilo, fonte diária obrigatória da Cheetah.

genBass_flyerMeio que esquentando pro supa festival que o Generation Bass promove final de semana que vem em Tilburg, na Holanda (e que conta com o nosso João Brasil no line-up!), Sonido del Principe botou pra jogo uma mix repleta com seus edits.

sdp-mix-side1

“For SDP, CUMBIA is not a fad, not a passing moment of South American hipness. CUMBIA is a feeling that grabs your heart. For Sonido Del Principe, it’s CUMBIA 4 LIFE!”

Sonido Del Principe – Cumbia 4 life!

01. el original – me matas (dj andy & sdp edit)
02. kiko de galo – mi morenita rebelde (sdp edit)
03. chief boima – techno rhumba (sdp edit)
04. the peronists – haitiana (sdp edit)
05. el remolon (sdp edit)
06. sdp cumbia guitara edit
07. systeme solar (sdp edit)
08. dj landrea – mi camino (sdp edit)
09. sonido del principe – jozefa matia
10. marcelo fabian – sel y mar (sdp rmx)
11. bomba estereo – fuego (sdp rmx)
12. sonido del principe – boom boom
13. dynamic – this is why i’m hot (sdp rmx)
14. dj panik – ice ice baby (sdp edit)
15. sonido del principe – cumbia del mondo
16. toddla t – full up mi portion (sdp rmx)
17. general levy – champagne body (sdp rmx)
18. suckafish p – cloak & dagger (sdp rmx)

Rapidinhas #5

4 Aug

— Dama do Bling —

Diretamente de Moçambique… Dama do Bling!

— Petrona Martinez —

Das coisas mais bonitas que a Cheetah já ouviu em sua vida é essa La vida vale la pena, da colombiana Petrona Martinez. É herdeira de uma tradição de pelos menos quatro gerações de músicos que cantam o “bullerengue”, ritmo afro acompanhado de danças, cantado pelas mulheres grávidas solteiras ou concubinas que eram impedidas de participar das festas e celebrações religiosas da costa caribenha da Colômbia. O ritmo é considerado um dos únicos cantos exclusivamente femininos da Colômbia e Petrona é provavelmente sua maior expressão viva.

Uproot Andy foi muito feliz em seu update; provavalmente a melhor versão de cumbia antiga de todos os tempos.

— Nunes Filho —

Também conhecida como Melô da Lagartixa, Subindo pelas paredes é um dos clássicos (pelo menos no YouTube) de Nunes Filho, o rei do brega amazonense.

— Hipi Duki —

hipi-duki-300x300

A última mixtape do Hipi Duki parou nas páginas da The Fader. Então se eu fosse você, respondia ao chamado de Duki, que está convocando produtores sul americanos a enviarem material para sua nova série de pepitas do continente. Vai lá!

— Prince Nico Mbarga —

Sweet mother, disco de 1976, do nigeriano Prince Nico Mbarga, vendeu inacreditáveis 13 milhões de cópias. Pra muitos, o highlife ensolarado que batiza o disco é o grande hino da África. Numa enquete de 2004 promovida pela BBC não deu outra: Sweet mother foi eleita a música africana favorita dos leitores do site.

%d bloggers like this: